Testemunho – Matilde Almeida

Testemunho – Matilde Almeida

 

Tanto e tanto…

Ainda me lembro como era difícil a criação da base de dados dos estudantes, professores e de todos os que estavam, de algum modo, ligados à Pastoral Universitária no início dos anos 90 do século passado.

Ainda lembro as disquetes e os lentos computadores…

Ainda recordo as primeiras missas de início de ano, em Novembro, na Igreja da Trindade, repletas de estudantes com imensa vontade de participar.

Ainda recordo as missas de bênção das pastas, no primeiro domingo de maio, na Sé a abarrotar ou no Pavilhão Rosa Mota cheio que nem um ovo.

Ainda recordo as nossas reuniões com gente de formação, experiência e idade tão diferentes.

Ainda recordo os encontros com professores e com estudantes.

Ainda recordo o Pe. Bacelar.

Como aprendi com todos, eu, recém licenciada e a dar os primeiros passos na profissão…

Ainda recordo os Boletins da PU sempre com palavras que nos iluminavam.

Ainda recordo as nossas noites de S. João e as rusgas pela cidade, onde ninguém que passava acreditava que o Pe. Bacelar era mesmo… padre.

Ainda recordo… tanto e tanto…

O que ficou?

A alegria desses tempos, a amizade, o serviço, o darmo-nos, o recebermos, as orações, a formação, os encontros com os outros…

Tanto e tanto…

Matilde Almeida
Maio 2015

Leave a Reply

css.php